2010/04/29

A Várzea de Colares e os Patos

Ao contrário do que tem sido nestes últimos dias, hoje o dia na Várzea de Colares amanheceu frio e sombrio.
Dona pata e os seus filhotes sentiram isso nas penas. Como os filhotes já estão um pouco crescidos as asas da sua mãe já não dão apara albergar tanto filhote, a solução para combater o frio (como demonstra a foto) foi a união.

2010/04/28

Acção Social "Em casa com Segurança"

A C.M.Sintra lançou em Abril de 2005 o projecto “Em casa com segurança”, que abrange idosos e pessoas com dependência.
Este projecto consiste na prestação de ajuda imediata através de um sistema de telecomunicações, constituído por uma central de assistência, um intercomunicador ligado ao telefone e um botão de controlo remoto, colocado numa bracelete ou colar.
Através de uma Central de Assistência, que funciona 24 horas por dia, e sem a necessidade da utilização de um telefone, os idosos poderão accionar o sistema de ajuda, que contacta de imediato com um familiar ou com as entidades de emergência.

Poderão candidatar-se a este projecto os munícipes que:
- tenham telefone fixo em casa;
- residam ou passem muito tempo sozinhos;
- tenham um rendimento mensal igual ou inferior ao salário mínimo nacional.

Os candidatos deverão dirigir-se ao GAM ou contactar a Junta de Freguesia.

2010/04/26

RTP 1 - Programa Prós e Contras

O Programa Prós e Contras da RTP 1, realiza-se hoje em directo na Adega Regional de Colares, a partir das 22h45.

O tema será: PARA COMER É PRECISO PRODUZIR

Neste Programa serão abordados assuntos como o :Vinho, Azeite, Leite, Cereais, Frutas, Cortiça.
"A agricultura está de regresso. A terra ganha valor e importância. Em tempo de crise, o país volta aos sectores produtivos e aposta na exportação. O maior debate da televisão portuguesa reúne grandes e pequenos interlocutores da vida agrícola. Para comer é preciso produzir."

Desporto

Desporto do Fim de Semana

FUTEBOL

Seniores
União Mucifalense 2 – Agualva 2

Juniores
Lourel 6 - União Mucifalense 0

Juvenis
Associação Torre 0 - União Mucifalense 1

Iniciados
União Mucifalense 0 – Pêro Pinheiro 1


Infantis
União Mucifalense 8 – Sabuguense 2

Escolas A
Sabuguense 1 - União Mucifalense 6

Escolas B
União Mucifalense 4 – Malveira 3

2010/04/23

Conferência "Vamos cuidar do planeta"

“Tudo começou numa normal aula de Ciências Naturais quando a professora Carla Garbin nos propôs um novo desafio: Participar na conferência nacional “Vamos cuidar de Portugal”, cujo objectivo consistia em encontrar soluções para as alterações climáticas vividas no país/planeta..."

Este é o início da notícia, publicada no Jornal on-line “Chão de Areia” da Escola da Sarrazola, sobre os alunos que representarão a Escola 2,3 da Sarrazola – Colares na conferência “Vamos cuidar do planeta”. Este evento realiza-se nos próximos dias 3 a 10 de Junho em Brasília, onde a Maria Firmino e o Bernardo Carvalho vão representar Portugal.

(Foto: Jornal Chão de Areia)

Conheça toda a aventura deste projecto em :

http://chaodeareia.agcolares.org/2010/04/alunos-da-e-b-2-3-de-colares-vao-representar-portugal-em-brasilia-cronica-da-vitoria/#more-2505

Pela nossa parte o Notícias de Colares deseja uma boa viagem, com a certeza de que estes 2 alunos farão o seu melhor e representarão Colares e Portugal, com todo o mérito.
Parabéns a todos os intervenientes neste projecto.

2010/04/21

A Guerra Colonial e os Colarenses

Faz hoje 39 anos, que eu, o Sousa, Caparica, Alexandre, Epifânio, Maioto, Sesimbra, Chico Trovoada, Negrelho, francês, Morais (Agencia Quintino e Morais), Nunes, Marques e muitos e muitos mais, embarcamos no velho Niassa rumo a Moçambique.
Foram 2 anos que marcaram para sempre as nossas vidas de uma forma que só nós entendemos.
O Maioto já nessa altura com um grande dote para a escrita, relata aqui com precisão o que foram os nossos primeiros e difíceis dias naquela longínqua terra.

MEMÓRIAS

Changara, 18 Junho 1971
Há precisamente trinta dias que me encontro nesta Changara de muitas palhotas e duas cantinas, de negros que passam os fins de semana tomados pela cachaça e pela marrebenta. Nesta manhã de Junho, de sol quente igual ao de todos os dias, as palavras chegam-me aos atropelos, irregulares, vindas do mais longínquo de mim mesmo.
Éramos quatro: eu, o Fonseca, o Marinho e o Alexandre. Deitados na cama, uma Manica ao lado para nos acompanhar, riamos às anedotas e conversávamos temas soltos. De repente o Alexandre deixa cair a cabeça para o lado e fica quieto e calado. Disse o Fonseca:
- Ó pá, deixa-te de fitas!
Mas não era fita, não! O Alexandre morreu assim de repente, ali mesmo à nossa frente, sem mais nem menos, sem um simples ai que fosse! De imediato foi chamado o médico da Companhia, que tratou da reanimação, mas em vão. O Alex estava mesmo morto! A noite foi fria, horrivelmente fria, mais enregeladora que o próprio cacimbo! Não dormi nada, e presumo que ninguém, chocado e atónito com o que acabava de acontecer. Não era possível. O Alex só tinha 22 anos, não podia morrer assim tão novo, não podia… Partiu sem uma despedida, sem um aceno, sem nada. Sem um aviso que fosse!
No dia seguinte a manhã nasceu cheirando a tristeza, e sobre o acampamento pairava um silêncio atroz, ainda a incredulidade estampada em todos os rostos e conversas.
Depois de almoço veio de Tete uma Berliet para levar o corpo, com quatro solados da Policia Militar a escoltá-lo. Em mim uma tristeza infinda. E, olhando alguns camaradas que choravam sem constrangimento, de repente dei comigo a pensar o que faço eu aqui nesta terra tão estranha e de horizontes tão negros.
A Berliet arranca lentamente com o caixão em cima. Muitos olhos cansados da noite não dormida e das lágrimas que se foram soltando. E, quando o Alex passava por mim, embora sabendo que ele estava morto, instintivamente levanto a mão numa última despedida. Não consigo evitar: uma lágrima cai… Na alma uma dor de matar!
O Alex é a nossa primeira baixa. Gostaria de pensar que será a última, mas duvido que assim seja. Afinal a nossa guerra ainda não começou… Sabemos que os “turras” andam pelos aldeamentos em acção psicológica, como nós, e mais cedo ou mais tarde a guerra vai rebentar…
Ele partiu. Sem uma palavra, sem um gesto. Até à vista, Alex!


Alfredo Maioto
O Alexandre (Alex) é o primeiro a contar do lado esquerdo

2010/04/19

Desporto

Desporto do Fim de Semana

ANDEBOL

Juvenis Masculinos
ACD Paços Arcos 29 - B.V. Almoçageme 26

Juvenis Masculinos -B
Passos Manuel 25 - B.V.A Almoçageme 24

FUTEBOL

Seniores
Santa Iria 2 – União Mucifalense 1

Juniores
União Mucifalense 0 – Trajouce 2

Juvenis
União Mucifalense 1 – Porto Salvo 0

Iniciados
Carenque 1 - União Mucifalense 4


Infantis
Montelavarense 6 - União Mucifalense 0

Escolas A
União Mucifalense 3 – Montelavarense 2

Escolas B
Pêro Pinheiro 6 - União Mucifalense 1

Futsal Feminino
União Mucifalense 5 – Onze Unidos 3

2010/04/17

A Nossa Vergonha


A excelente iniciativa “Limpar Portugal”, não deu grandes frutos na nossa freguesia. Segundo temos vindo a reparar, parece que apenas serviu como incentivos aos Porcos e Poluidores, poluírem ainda mais.
Desde o rio até aos locais mais remotos, os atentados continuam sem o mínimo de consciência.
Caros Porcos e Poluidores, se não têm respeito pelo vosso semelhante, respeito ao menos a “Mãe Natureza” que tão massacrada tem sido.

2010/04/16

A.P.R.I.A. Visita ao BUDHA EDEN

No próximo dia 24 de Abril, a APRIA (Associação dos Pensionistas, Reformados e Idosos de Almoçageme), vai organizar uma visita à Quinta dos Loridos no Bombarral para visitar o Jardim da Paz – Budha Éden.
A saída está para o passeio está programado para as 13:45 horas.

Inscrições são gratuitas, e podem ser feitas até ao dia 20 de Abril, junto da Sapataria do Sr. João ou na Padaria com a D. Amália.

2010/04/15

Noite de Fados nos B.V.Colares

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Colares, organiza na noite de 24 de Abril (Sábado), uma “Grandiosa noite de Fados”.

Este espectáculo destina-se à angariação de fundos para Benfeitorias nos Bombeiros

2010/04/14

Passeios de Colares


SAUDAÇÕES DA INVENTURA!

No PRÓXIMO DOMINGO 18 DE ABRIL, propomos-lhe um dos mais fantásticos e selvagens passeios que podemos realizar: “LENDAS DA COSTA DE COLARES” (do Cabo da Roca à Pª. Maçãs).

A Costa que iremos percorrer é a mais ocidental do continente europeu. É um autêntico “luxo” poder admirar toda a imponência destas “antigas muralhas” que conseguem apresentar sempre novas e deliciosas nuances, quer ao longo do dia, quer ao longo do ano, consoante a direcção da luz que as ilumina, a vegetação que as decora e o oceano que as molda e dá vida.

Percorrer esta Costa é como viajar no tempo. É sentir uma harmoniosa simbiose entre três mundos que se tocam: o ar, a terra e o mar.

Para além de tudo isso - que não é pouco -, vai conhecer curiosas lendas e histórias que acrescentam ainda maior encanto a esta nossa fabulosa “viagem”.

É um percurso de sobe-e-desce por trilhos sinuosos mas não perigosos. Aconselhamos o uso de botas e bastão de caminhada (se tiver) para usufruir plenamente desta passeata.

Vai ser um passeio inesquecível, que não deve de todo perder (P.F. leve a máquina fotográfica).

A PRIMEIRA VEZ QUE PARTICIPAR NOS NOSSOS PASSEIOS SÓ PAGA 5 EUROS!

Reserve já o seu lugar através dos contactos da INVENTURA, indicando o NOME e DATA de NASCIMENTO.

O pagamento (15 €) poderá ser feito no dia do passeio. Para inscrições ou informações, por favor use os nossos contactos: Telemóvel – 919 800 155 E-mail – inventuramail@yahoo.com Telefone – 219 283 365 Site – www.inventura-sintra.com

Muita saúde e até Domingo 18 de Abril.

António Miranda

2010/04/13

Concerto de Pascoela

Concerto de Pascoela

Cumprindo a tradição de muitos anos, a Sociedade Recreativa e Musical de Almoçageme, realizou no passado Domingo, dia 11 de Abril o Concerto de Pascoela.
Após o concerto, foram apresentados os jovens músicos que pela primeira vez integraram a Banda.
Tomou também posse o novo elenco directivo que passa a governar o destino da Colectividade nos próximos 2 anos.
Para terminar em beleza, os mais pequenos da escola de música, brindaram o público com uma bonita canção.

A Nova Direcção:

Assembleia Geral

Presidente – José Alberto Valério Dinis
Vice-presidente – João Rodrigo Nunes Corvo
1º. Secretário – Mário Filipe Dias Simões
2º. Secretário – Pedro Miguel Santos Carvalho

Conselho Fiscal

Presidente – José Francisco Almeida Ferreira
Secretário – Rui Manuel Louçada Albano
Relator – Humberto Jorge Ribeiro

Direcção

Presidente – Marcelino Cruz Jorge
Vice-presidente Cultural – João Manuel Dinis Ferreira
Vice-presidente Administrativo – Fernando Manuel Ferreira Neves
Tesoureiro – Maria Lourdes Rilhas Chiolas Afonso
1º Secretária - Sílvia Simões Nunes
2º Secretária – Sandra Maria Ferreira Santos
Vogal – Eugénio Manuel Duarte Afonso

Suplentes
1º Rui Miguel Filipe Nunes
2º Isabel Maria Silva França Jorge

video

Clique para ver mais fotos e video

video

2010/04/12

Desporto

Desporto do Fim de Semana

FUTEBOL
Seniores
União Mucifalense 1 – Fontainhas 0

Juniores
União Mercês 7 - União Mucifalense 0

Juvenis
Malveira Serra 2 - União Mucifalense 2

Iniciados
União Mucifalense 2 – Sintrense 2


Infantis
Sintrense 2 - União Mucifalense 3

Escolas A
União Mucifalense 10 – MTBA 1

Escolas B
Mafra 4 - União Mucifalense 1


Futsal Feminino
Achada 0 - União Mucifalense 1

2010/04/09

Praia Grande

Não é inédito, mas raramente a Praia Grande apresenta este aspecto.

2010/04/07

A.P.R.I.A./S.R.M.A - DANÇA

A APRIA e a Sociedade Recreativa e Musical de Almoçageme estão a recrutar, em parceria, um professor/a de Danças de Salão, para podermos iniciar esta actividade para ambos os associados.Para mais informações consultar este link: http://colares.olx.pt/item_page.php?Id=84551954&g=6

2010/04/06

Concerto de Pascoela - SRMA


No próximo dia 11 de Abril, Domingo de Pascoela, pelas 17H00 a S.R.M. Almoçageme irá oferecer à população o já tradicional “Concerto de Pascoela”.
Durante o espectáculo serão apresentados os jovens músicos que pela primeira vez integram a Banda, e ainda o elenco Directivo que passa a governar o destino da Colectividade nos próximos 2 anos, que foi eleito na Assembleia Geral realizada no dia 20 de Março de 2010
.

2010/04/03

Via Sacra - Colares

Ontem cerca das 21H00 a Paróquia de Colares realizou a tradicional Via Sacra.
Com uma noite bastante amena, foram muitos os crentes que quiseram participar no evento.

Primeira Estação
Jesus Reza no Jardim das Oliveiras


Segunda Estação
Jesus, atraiçoado por Judas, é preso.


Terceira Estação
Jesus é condenado pelo Sinédrio

Quarta Estação
Jesus é negado por Pedro

Quinta Estação
Jesus é julgado por Pilatos

Sexta Estação
Jesus é flagelado e corado de espinhos

Sétima Estação
Jesus é carregado com a cruz

Oitava Estação
Jesus é amparado por nossa Senhora

Nona Estação
Jesus é ajuda por Cireneu a levar a cruz

Décima Estação
Jesus é crucificado e promete o seu reino ao bom ladrão

Décima Primeira Estação
Jesus na cruz, a sua mãe e o discípulo

Décima Segunda Estação
Jesus Morre na Cruz

Décima Terceira Estação
Jesus é descido da cruz e colocados nos braços de sua mãe

Décima Quarta Estação
Jesus é colocado no Sepulcro

2010/04/02

Sexta Feira Santa e a Nossa Tradição

A Praia das Maçãs, ainda mantêm a tradição da apanha do mexilhão nas manhãs de sexta feira santa.
Foram muitos os Colarenses e não só, que se deslocaram hoje pela manhã à zona da praia para apanharam os deliciosos mexilhões da nossa costa.
O Notícias esteve lá, e registou o acontecimento e como sempre edita um receita do tão apreciado bivalve

Preparação e cozedura de mexilhões

Para 4 pessoas tome:
4 Kg de mexilhões bem fechados. Ponha os mexilhões de molho em água fria durante algumas horas. Esfregue as conchas com uma escova e substitua a água. Rejeite os mexilhões abertos e retire a barba aos restantes.
Coloque os mexilhões num tacho e regue-os com 2 dl de vinho branco. Junte 1 alho francês cortado aos bocados, um ramo de salsa e 1 pé de aipo, grosseiramente picados. Tape, leve ao lume forte e, agitando o tacho, deixe cozer durante 5 minutos. Os mexilhões estão abertos. Deite fora os que estiveram fechados.
Deite os mexilhões num prato fundo e sirva imediatamente.
Pode comer os mexilhões directamente da concha , ou retirar uma das conchas e mergulhar num molho preparado com 1 colher de sopa de mostarda, ½ colher de sopa vinagre, 2,5 dl da água que os mexilhões largaram e um pouco de natas.


O mexilhão é um molusco marinho bivalve de valvas ou conchas muito escuras com laivos azuis e pretos que abundam muito nas costas de Portugal. Prendem-se às rochas e aos cascos dos navios que estacionam por muito tempo. Os destas proveniências devem rejeitar-se, porque os cascos são muitas vezes forrados de cobre e os mexilhões, ingerindo os sais deste metal, tornam-se venenosos.

2010/04/01

Torneio de Matraquilhos em Almoçageme

Almoçageme vai ter nos próximos 1º. e 2º. Fins-de-semana de Abril o seu primeiro “Torneio de Matraquilhos”
A ideia é excelente, e esperamos que tenha grande êxito.