2006/09/30

Nossa Senhora da Graça

Iniciou-se ontem a Festa em honra da Nossa Senhora da Graça.
Hoje sábado, os Toca a Rufar bridaram o povo de Almoçageme com uma bela actuação. Segui-se depois um desfile de Carros de Bombeiros da nossa Freguesia e de outros locais.
Cara D'Anjo

2006/09/29

Exibição na Praia Grande


Não perca, no próximo Domingo, dia 01 de Outubro, cerca das 14.30h esta espectacular exibição dos Rotores de Portugal (grupo de voo acrobático da Força Aérea Portuguesa).


Susana

2006/09/28

Casal do Dedo


Várias pessoas me têm abordado para perguntar se sei qual a situação do caminho que atravessava o Casal do Dedo, que faz a ligação da Abreja a Colares(lavdouros e Eugaria), caminho esse que sempre existiu e por sua vez foi cortado pelo proprietário.
A pouca informação que tenho, é que o caso foi entregue à Polícia Municipal, que se deslocou ao local para tomar conta da ocorrência. Posteriormente tive conhecimento que a intenção do proprietário era realmente fechar a caminho, mas entregaria uma chave a cada dono dos terrenos circundantes para o seu acesso. Também, mas apenas como rumor, chegou até mim a notícia que circularia entre a população um baixo assinado.
Fica pois aqui, um espaço aberto para quem souber algo mais, ou queira dar a sua opinião.
Cara D'Anjo

2006/09/27

Assaltante detido

(notícia do jornal Correio da Manhã de 27/09/2006)
Uma das principais testemunhas do processo Casa Pia, conhecida pelo nome fictício de João A., foi detida na última segunda-feira pela GNR, em flagrante, num assalto a um hotel na zona de Colares. Um cúmplice de 27 anos foi identificado e também constituído arguido.
João A., de 24 anos, foi a Tribunal e está em liberdade, é suspeito de, entre Julho e Setembro, ter assaltado mais de 14 casas, na sua maioria residências de veraneio, onde praticou pequenos furtos e aproveitou para se alimentar e tomar banho.Na altura da detenção, na posse de João A. foi encontrado o seu BI, grosseiramente falsificado com uma fotografia de outro homem. Os investigadores vieram a apurar que o documento se destinava a ser vendido a um brasileiro, o homem cuja foto já estava colada no BI.O detido terá confessado grande parte dos assaltos, bem como ser prática corrente vender bilhetes de identidade seus, falsificados, a imigrantes ilegais. Em Julho João A. já fora detido pelas autoridades por crimes da mesma natureza: introdução em casas de veraneio, que a maior parte do ano estão fechadas, prática de furtos, além de consumir alimentos aí guardados e usar as instalações para higiene pessoal e por vezes para pernoita. Depois de ter sido presente a Tribunal e o juiz ter determinado que aguardasse julgamento em liberdade, João A. voltou às suas velhas práticas e, na passada segunda-feira, foi detido no interior de um quarto do Hotel Miramonte, na zona de Colares, e para o qual já trabalhara, onde se introduzira por uma janela. Moedas e notas já fora de circulação, carrinhos em miniatura, frascos de perfume, um machado, uma navalha e um telefone sem fios foram alguns dos objectos roubados apreendidos dentro de um saco, no meio do mato, onde os dois assaltantes o tinham escondido.Depois de ser ouvido por um juiz do Tribunal de Sintra foi-lhe aplicada a medida de apresentações três vezes por semana no posto policial da área de residência.

Lenda de Colares


No tempo em que o Mouro Zeilão dominava toda a região de Lisboa, bem longe de Portugal passou-se um triste caso que veio afinal dar origem a esta graciosa terra, edificada entre duas colinas.
Diz-nos a lenda que uma formosa Condessa alemã, após ter sofrido o desgosto de ver morto o seu marido e porque receasse para si e para seus três filhos igual sorte, embarcou com a sua família em dois precários navios e abordou às praias desta região.
Subindo rio acima, desembarcou numa das margens e seduzida pela pujante vegetação, pelas belezas naturais e clima temperado, resolveu fixar-se no local e buscar o sossego que tanto necessitava.
Sabendo que aquelas terras pertenciam ao Mouro Zeilão, senhor de Lisboa, a Condessa de Compa pediu-lhe para habitar naquelas terras, tendo o Mouro autorizado, mediante o pagamento de um tributo de cem pesos de ouro ou trezentos de prata.
Não tendo a Condessa de Compa o dinheiro necessário, deu-lhe em penhor três colares de ouro, com a condição de, não sendo resgatados em três anos, estes ficariam pertença do Mouro Zeilão.
Após este acordo, tratou a Condessa de edificar o seu Castelo, ao qual em memória do penhor chamou Colir, tendo-se desenvolvido mais tarde, junto a ele, a povoação a que se chamaria Colares.

2006/09/25

Homenagem a Almerindo Lavrador

Foi com grande consternação que ontem ex-combatentes, população do Mucifal e restante Freguesia, assistiram à simples, mas sentida homenagem a Almerindo Augusto Ferreira Lavrador, morto em combate na Guiné em 24-09-1966.
V.Cara D'Anjo

2006/09/24

B.V.Almoçageme

Hoje, com a participação dos Senhores, presidente da C.M. Sintra, Comandante dos B.V. Almoçageme, Presidente da Junta F. Colares, Presidente da Assembleia da J.F. Colares, Comandante Operacional do distrito de Lisboa, Comandante do Posto da G.N.R. de Colares e várias individualidades, realizaram-se os festejos comemorativos do centésimo décimo primeiro aniversário dos Bombeiros Voluntários de Almoçageme.
Às dez horas realizou-se, na Igreja de Nossa Senhora da Graça, missa por alma dos Bombeiros, Directores e Sócios falecidos.
Na sessão solene para além das várias individualidades que usaram da palavra, o Senhor presidente da C.M. Sintra, professor Fernando Seara entregou aos B.V. Almoçageme a medalha de Ouro de Sintra.
Foi comovente para quem esteve presente, ver filhos condecorarem pais e pais condecorarem filhos.
Da nossa parte desejamos felicidades a tão prestigiosa corporação.

V.Cara D'Anjo



2006/09/23

Precaução

Uma ambulância dos Bombeiros de Évora, marca Mercedes, matrícula 32-77-CM, desapareceu do quartel. “Tinha a chave na ignição. Não demos pelo furto e ainda não apareceu”, disse o comandante Almiro Martins.
Depois de tomar conhecimento desta notícia através do Correio da Manhã, já tomei as minhas precauções, e você?
Cara D'Anjo

2006/09/22

Dia Europeu Sem Carros

Comemora-se hoje, dia 22 de Setembro, o Dia Europeu sem Carros. O município de Sintra também adere à iniciativa, numa tentativa de mostrar aos cidadãos que utilizando menos o seu veículo privado, estarão a contribuir para um ambiente melhor.
“Temos um planeta doente…” dizem eles, pois até é verdade mas então vejamos :
- As carreiras de autocarro que servem a nossa freguesia são, em vários horários, insuficientes;
- Em Sintra quase todos os lugares de estacionamento, junto das estações de comboios, são pagos;
- O único meio de transporte que temos de Sintra para Cascais é o autocarro;
- As greves dos transportes públicos, de Lisboa, são cada vez mais frequentes;
Em conclusão, quem mora nesta freguesia e trabalha em Lisboa tem sérias dificuldades na sua deslocação diária, principalmente fora dos horários ditos habituais.
Todos os anos, neste dia, temos sempre Ministros e outros Altos Cargos do Governo a simular uma ida a pé para o emprego, para dar o exemplo, quando nos outros dias do ano andam nas auto-estradas com os carros de serviço a mais de 200 km/h, sem cintos de segurança, etc. Afinal, meus senhores, temos exemplo ou não ?

Por que será que tem que ser sempre o “Zé Povinho” a cobaia de tudo e não começam pelo controlo da poluição das grandes indústrias, pela aplicação obrigatória de energias alternativas, pela obrigatoriedade de utilização de embalagens recicláveis, etc, etc.?

Susana

2006/09/21

Outono

O Outono chegou com dois dias de antecedência, com um cheirinho a Inverno
Cara D'Anjo











Igreja Matriz e Várzea de Colares
Dia 21.09.06 pelas 10 horas da manhã

Homenagem

É um Dever de todos os ex-combatentes da Freguesia de Colares estarem presentes na homenagem que se vai realizar no próximo Domingo dia 24, no Mucifal, evocando a memória do companheiro caído na Guiné em 24/09/1966.
CaraD'Anjo

2006/09/20

Passeios de Collares

Mais uma vez se inicia a época 2006/2007 dos “Passeios de Collares”, uma iniciativa da Inventura com o apoio da Junta de Freguesia de Colares, que visa dar a conhecer toda a nossa região através de passeios pedestres, fomentando assim também, a prática de desporto e lazer ao ar livre.
Esta iniciativa consiste na realização de um passeio por mês, sendo as inscrições efectuadas directamente para a Inventura – 919800155 ; 219283365 ou inventuramail@yahoo.com
O primeiro passeio será no próximo dia 24 Setembro (Domingo) com o tema “Adegas Secretas de Colares”.

2006/09/19

Novo Pároco de Colares

Domingo dia 17de Setembro pelas 18 horas, realizou-se na Igreja Paroquial de Colares a Recepção ao novo Padre José António Rebelo da Silva.
A Igreja foi pequena para albergar tantos fiéis, que não quiseram deixar de assistir à celebração da missa presidida pelo senhor Bispo D. Carlos Azevedo que incluía o sacramento do Crisma, bem como a recepção ao novo Pároco.
A primeira impressão que fica é de uma pessoa dedicada, afável e humana
.
Cara D'Anjo

Novo Pároco de Colares José António Rebelo Silva

Celebração da Missa

Aspecto da Igreja de Colares

2006/09/16

Quem te viu e quem te vê


Não parece, mas este é o início da actual Avenida do Atlântico, no Alto Banzão.

2006/09/15

Sugestões de Fim de Semana

Neste fim de semana não fique em casa, aproveite o restinho de sol que o Setembro ainda oferece ou aproveite para passear. Se o fizer com as suas crianças tem várias opções, além das actividades ao ar livre, aqui ficam 2 sugestões :

- Museu do Brinquedo – Vila de Sintra – das 10h às 18h (adultos 3.50€ / crianças 1.50€)

- Biblioteca Municipal de Sintra – Casa Mantero – “Há contos ao Sábado”, contos infantis para crianças dos 4 aos 12 anos – Dia 16 Set. às 15h30 (entrada gratuita)

Susana

2006/09/13

Dia Europeu das Doenças da Próstata

No dia 15 de Setembro assinala-se o Dia Europeu das Doenças da Próstata, neste contexto a Associação Portuguesa das Doenças da Próstata desenvolve, com o apoio da CMSintra, no próximo dia 14 de Setembro duas acções de sensibilização nos seguintes locais e horários :

- Avª.Heliodoro Salgado (Sintra/Estefânia), das 9h às 14h
- Junto à Estação de CP em Mem Martins, das 14:30h às 19h

As doenças da Próstata são muito frequentes em homens com mais de 50 anos, e podem estar presentes durante muito tempo sem dar sintomas ou com sintomas muito ligeiros.
Para evitar uma evolução da doença e beneficiar de um tratamento mais eficaz, consulte regularmente o seu médico.

2006/09/12

Colares há só uma !

É verdade, sim senhor, mas em Portugal, pois no Brasil também há uma terra chamada Colares.

O Município de Colares situa-se no Estado do Pará a 90 km da capital Belém, tem cerca de 11 mil habitantes e 613 km2 .
Colares é uma ilha junto à costa, no Oceano Atlântico, apresenta um clima equatorial amazónico, com temperaturas relativamente elevadas, com média de 26ºC., apesar da sua condição de ilha ser responsável pela suavização do clima.
A história do Município de Colares está estreitamente ligada à do Município de Vigia, inicialmente colonizado pelos frades da Ordem Jesuíta, por volta do século XVII. Colares terá sido elevada a Vila no ano de 1833, e apesar de não se ter conseguido manter nessa categoria por muito tempo e de ter sido integrada no Município de Vigia, voltou a ganhar autonomia como município em 1961.


Porque o Pará é o Estado brasileiro com mais cidades homónimas, tais como Alenquer, Óbidos, Santarém, Bragança e muitas outras, foi criada, no ano de 2000, a Casa de Estudos Luso-Amazónicos cujas principais actividades estão ligadas ao Projecto “Heranças Portuguesas na Amazónia”. Este projecto tem como objectivo principal criar oportunidades de integração, cultura e turismo entre as cidades irmãs da Amazónia e de Portugal.

Conheça mais em :
www.pa.gov.br/conhecaopara/colares.asp
www.ufpa.br/arni/est_lusos.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/colares_(Pará)

Susana

2006/09/11

Memória de uma Tragédia

11 de Setembro de 2001

Cinco anos passados da tragédia que mudou o mundo, onde faleceram centenas de civis inocentes, vítimas de uma guerra imaginada por alguns, muito se tem falado de terrorismo e de prevenção do mesmo. Mas, o que será realmente o terrorismo?

“Terrorismo = sistema de governar pelo terror e com medidas violentas; actos de violência praticados contra um governo, uma classe ou mesmo contra a população anónima, como forma de pressão visando determinado objectivo; forma violenta de luta política com que se intimida o adversário; modo de impor a vontade por meio da violência e do terror.” (definição do dicionário Priberam – Texto Editora)

Num mundo onde, apesar da crescente proximidade dos povos, economias, etc, prolifera o radicalismo e ódio entre diferentes culturas, estamos cada vez mais expostos a actos terroristas, que infelizmente ocorrem com maior frequência junto de populações civis e portanto totalmente desprevenidas para o facto.
Ninguém está livre.

Susana

2006/09/09

Influências Árabes

Não é algo que se possa visitar, ver ou tocar, mas é indiscutivelmente a mais duradoura influência árabe na Península Ibérica e em Sintra. Desde termos ligados à economia, sobretudo à actividade agrícola, a topónimos e antropónimos, os muçulmanos enriquecerem e marcaram a língua portuguesa com centenas de vocábulos que utilizamos todos os dias. A toponímia de Sintra é um exemplo desse encontro de culturas que durante quase cinco séculos marcou a história da Península.
Os linguistas consideram existirem três classe de topónimos árabes que de diferentes modos entraram na Língua Portuguesa. Assim, para Sintra temos:

Topónimos de origem árabe (aqueles que possuem raiz árabe e que permaneceram com pequenas alterações desse radical):

Almoçageme (al-mesjide = "a mesquita")
Azenha (aççania, isto é, "a nora"); Azoia (az-zavia = "o mosteiro");
Mucifal ( maçfal = "o lugar que está em baixo")


Susana

2006/09/08

Era uma vez…a Vivenda Rafaela




O que resta da vivenda Rafaela, mais conhecida como a casa do Totta.

Num passado bem recente, houve uma sociedade composta por três estrangeiros e um português que compraram o respectivo imóvel já praticamente em ruínas. No projecto de criação de uma unidade hoteleira de luxo que colocaram à C.M.S., comprometiam-se a restaurar todo o edifício à traça original, garantindo algum estacionamento subterrâneo, piscina num terreno anexo, entre muitas outras coisas.
As dificuldades burocráticas levantadas à Sociedade foram de tal ordem, que os investidores pegaram no dinheiro e foram investi-lo noutro país (Quénia). Passado algum tempo a sociedade desfez-se passando o respectivo edifício a ser propriedade apenas do cidadão português, que voltou a tentar levar avante o projecto, mais ou menos nos mesmos moldes do anterior. A atitude da Câmara foi a mesma, “montes e montes” de problemas acabando o investidor por desistir e desfazendo-se daquele que foi um dia um belo edifício com painéis de azulejos espectaculares.
Cara D'Anjo

Vista Principal

Vista Lateral

Aspecto do interior - Azulejos arrancados ou vandalizados

Nesta sala existiu noutros tempos uma fonte Tipo Árabe

Mais um aspecto do interior

Palácio da Vila

Praia das Maçãs

Palácio da Pena

Castelo dos Mouros

Palácio de Monserrate

Palácio da Pena e Castelo dos Mouros


Chegada do Electrico à Praia das Maçãs