2010/01/04

Acidente na Sarrazola

O início do 2º.período lectivo da Escola da Sarrazola fica marcado pelo atropelamento de uma criança.

Esta manhã, cerca das 8:15h, um menino que circulava no passeio, a caminho da Escola, terá atravessado repentinamente a estrada sendo atropelado por uma viatura que seguia no sentido Almoçageme/Colares.
Mais uma vez a falta de condições de segurança faz vítimas.
O menino foi de imediato socorrido pelos BVColares e transportado ao Hospital.
O Notícias, apesar de desconhecer a gravidade do estado da criança, deseja rápidas melhoras e coloca aqui uma questão:
- Quantos mais acidentes do género serão precisos para se tomarem atitudes sérias quanto à segurança pedestre da Escola de Sarrazola?

19 comentários:

Anónimo disse...

Será preciso morrer algum dos nossos filhos para serem tomadas atitudes?
Srs.governantes, acordem. Saiam do poleiro e vejam os riscos que dezenas de miudos correm todos os dias.
Coloquem barreiras no passeio...façam uma passagem superior...façam qualquer coisa, mas façam...

Anónimo disse...

O passeio é pequeno e inexistente numa parte do percurso e além disso só há uma passadeira junto à paragem para quem vem na camioneta. Ora, as dezenas de crianças que chegam todos os dias a pé para a Sarrazola, vindas do Mucifal e não só, não têm passadeira para atravessar.
Acho que deviam investir em acções de sensibilização para os miúdos, mas depois de criar melhores condições de segurança, claro.
Infelizmente pode acontecer a qualquer um de nós, tanto atropelar alguém, como ver um filho envolvido num acidente destes.
Um pai aflito

Anónimo disse...

Infelizmente já não é a primeira vez que um episódio destes acontece a crianças desta escola, e um facto é que realmente se realizaram as obras tão esperadas na escola, mas foi esquecido que a maior parte dos alunos fazem um grande percurso a pé porque os autocarros que transportam mais de metade dos alunos param a uma boa distância da escola e apenas alguns têm o privilégio de o autocarro que utilizam parar junto à escola.
Está na altura de solucionarmos este problema porque, apesar de este percurso ser feito à já muitos anos não serve de desculpa para que ninguém resolva este problema.
Ou se fazem obras na via e se proporcionam condições para os peões se movimentarem sem perigo; ou o transporte escolar passa também na paragem mais perto da escola, evitando assim que as crianças andem à chuva em dias de temporal, como os que têm passado.
Claro que o ideal era que estas duas fossem realmente pensadas e postas em práticas.
Espero que, com isto, algo possa mudar e lamento que seja sempre necessário que aconteçam estes desastres para que algo possa eventualmente mudar.
As melhoras sinceras à criança.

Anónimo disse...

Ainda na terça houve cheias e hoje já se faz obras de arranjo,e até ai acho bem.
Agora vamos ver se alguém vai tratar da situação em questão porque já são muitos os acidentes em que as criaças que frequetam a escola saiem magoadas, para não falar as várias vezes em que não são atropeladas por sorte...

Um Freguês muito preocupado porque hoje foi o filho de alguém e amanha pode ser um dos meus filhos...

Anónimo disse...

Onde param as comissões de Pais e uma tal comissão que pretensaente apoiou a existencia da(s) escola(s) n local????
Gostam muito de ir a inaugurações e servirem-se de pseudo anteriores feitos para aparecerem e candidatarem-se a cargos politicos (e outros também) e agora o que fazem????
Não os vejo a levantarem a voz (poderão ser castigados pelo nosso primeiro????) e depois vão-se os cargos - este ano já foram nada ganharam nas eleições.
Estes senhores sempre se preocuparam em dar-se bem com os orgãos decisores e não com o que pode acontecer aos folhos dos outros (pois até nisso há filhos e enteados1)
Anda querem pôr todos os miudos, desde o primeiro ciclo (anterior 1ª classe) até ao 9º ano?
E quem é que vai tomar conta de dezenas de miudos que deveriam estar junto aos Pais?
Mas nada disto se ouve falar pois estas comissões até podem ser um trampolim...

Um antigo membro de comissão de Pais.

Anónimo disse...

o que aconteceu hoje vai continuar acontecer.
Porque enquanto nao morrer ninguem as auturidades e a junta de freguesia nao faz nada..Porque o menino que foi atropelado e filho de uma mae pobre mas se fosse filho de gente rica ou filho de um GNR ja se tinha feito alguma coisa para a seguranca das criancas..de almocageme a escola da sarrazola e a mesma distacia do mucifal a sarrazola entao porque que os jovems teem passe de autocarro pago pela escola da sarrazola e os alunos que moram no mucifal nao teem direito a passe?? porque se os alunos que moram no mucifal se tivessem autocarro para a escola decerteza ja nao havia acidentes como houve hoje..por isso peco a junta de freguesia principalmente ao senhor rui santos que um grande amigo meu. Por favor tomem providencias para a seguranca das criancas..por favor tomem em concideracao este pedido.

Anónimo disse...

Que não aconteça nada de grave a esta criança, nem ao automobilista que a atropelou, quiçá sem culpa!

Lutemos por melhores condições e transito neste local.

Anónimo disse...

Antes de mais espero que a criança tenha umas rapidas melhoras. Ao automobilista as rapidas melhoras tambem.
A quem fica a ler, se calhar está na altura de nos unirmos todos para sermos muitos a tratar desta situação.
Não vale a pena deitar culpas a outros, vale a pena sim fazer algo todos nós para que outra situação destas não volte a acontecer.

Paulo Caldeira

Anónimo disse...

Acho que aqui, apesar de também ser importante avaliar o porquê das crianças de Almoçageme, Galamares, Colares e todas as outras localidades da Freguesia terem direito a passe de autocarro pago pela CMS (e não pela Escola, como alguém aqui dizia), o mais importante é se definir que algo tem de ser feito. A falta de segurança pedestre no perímetro da escola afecta também funcionários, pais, e todos os que se desloquem a pé para aquela instituição. Quanto a mim a principal preocupação devia por isso, partir de dentro, da própria direcção de escola, que ali está a representar os interesses dos alunos.
Isabel Ferreira

Anónimo disse...

Ora aqui está uma ideia.
Mas os professores já têm tanta coisa para fazer, alem de terem de ensinar, porque os pais - já temos a comissão - não se juntam e com o auxilio dos professores tentam resolver e pressionar quem de direito a fazer o que será uma obrigação.

Um freguês

Anónimo disse...

O caminho entre a Várzea de Colares e a escola da Sarrazola é uma aventura perigosa. Muros velhos inclinam-se ano após ano sobre uma passagem já estreita. Um bocado de muro caiu há uns tempos e as obras ainda fizeram pior. Alargou-se ligeiramente a curva, mas o poste da electricidade continuou lá, e exactamente a tapar a passagem… Um buraco cheio de lixo onde cabe um miúdo mais distraído continua aberto junto ao passeio na curva da ribeira. Para que serve aquilo? Se tem alguma utilidade ao menos ponham-lhe uma grelha. O único passeio de acesso à escola em péssimo estado de conservação acaba em frente ao muro/portão dos terrenos da escola profissional. A partir daí ou se atravessa entre uma curva e contra-curva para estrada sem berma ou segue-se também por estrada sem berma… O acesso pedestre à escola acaba ali… numa armadilha… Tanto campo, tanto mato, tanto espaço e não há um caminho pedestre para chegar a duas escolas sem ser por aquele passeio miserável que acaba… no nada…
A Scotturb presta um péssimo serviço à população escolar de Colares. Os alunos do Mucifal e do Bairro do Totobola não têm camioneta antes das 8h45m (mesmo pagando passe ou bilhete, não há serviço). Os alunos da Praia e das Azenhas têm obrigatoriamente de fazer a pé o quilómetro arriscado até à escola porque também não têm serviço directo. Há dias em que devem perder mais tempo à espera de camionetas do que a ter aulas. Imagino que para os de Almoçageme também deva ser uma ginástica para acertar com os horários turísticos. Para já os senhores militares da Escola Segura podiam fazer o favor de esticar mais um pouco os seus recursos para controlar, nas horas de entrada e saída, o atravessamento dos alunos naqueles metros de acesso que faltam e que têm obrigatoriamente de ser feitos em cima da estrada. Pelo menos para que até ao final deste ano lectivo não aconteçam mais acidentes e para descansar muitos pais que não podem transportar os seus filhos para a escola.
Que o menino acidentado recupere depressa.

Anónimo disse...

melhoras para a criança que e um grande amigo meu !
deveriam por melhores condiçoes no caminho para a escola por exemplo sumaforos passadeiras autocarros desponiveis so para as crianças que lhes dejem um passa possa para nao acontecer o que aconteceu este ano e no ano anterior.
para mim parece que querem dar cabo das crianças do que mantelas segura pensem bem no que eu comentei e nu que todas as pessoas comentaorao.
um grande beijo para a criança um grande abraço e as melhoras maiores do mundo

Anónimo disse...

Na paragem da escola, os autocarros param exactamente sobre a passadeira dos peões,os passageiros, miúdos ou não, saiem e ficam literalmente na estrada e não podem passar para o passeio porque este está gradeado, não se percebe porque razão a passadeira não está desfazada da paragem do autocarro ou o contrário. Sair do autocarro e aguardar a sua partida para de seguida atravessar na passadeira não está enraizado na nossa cultura.

biblioteca disse...

Pois é, as condições não são as melhores, mas quantas vezes passamos de carro com cuidado e com pouca velocidade e os alunos empurram-se para o meio da estrada na brincadeira? Também estudei lá e sei que com estas idades somos inconscientes. Peço aos pais para explicarem aos filhos o perigo que eles correm mesmo sem terem consciencia disso..
E senhores automobilistas, quando passarem em alta velocidade, rezem para que não vos apareça pela frente um dos vossos filhos ou outro familiar.....
Carla Chiolas

Anónimo disse...

Em primeiro lugar quero desejar rápidas melhoras à criança atropelada. Eu sou mãe de uma criança que estuda na Eb 2,3 da Sarrazola e tenho disponibilidade para levar e buscar o meu filho à escola, mas diariamente vejo crianças que não têm a sorte do meu filho e fazem o trajecto a pé e isso preocupa-me pois sei que o local é muito perigoso, por tal facto faço um pedido às autoridades locais que o mais rapidamente possível arranjem uma solução para este problema, para que de futuro não hajam mais atropelamentos.
Quero aproveitar para dar os parabéns à Escola Segura, pois têm feito um óptimo trabalho junto dos alunos, dando acções de sensibilização que os alerta para os mais variados perigos. Quase todos os dias eles estão lá no horário de entrada/saída da escola e oiço-os a alertar os jovens para atravessarem na passadeira e circularem nos passeios, além de outros conselhos. Eu sei que eles têm outras escolas para policiar e nem sempre podem estar na Sarrazola como gostaria que estivessem, mesmo assim estou-lhes muito grata e peço que continuem com o bom trabalho que têm feito.
Faço um apelo aos senhores condutores que quando passarem por aquele local que o façam com cuidado e devagar...
Obrigada

Anónimo disse...

para a senhora Carla Chiolas : A SENHORA NAO TEM RAzão ..eles empuram.se porque aquela rua nem nao tem espaço para nada e voses os condutores nao andam conm precaução..........agora nao tentem por a culp para cma doss alunos porque tambem a culpa e doss condutores.

Anónimo disse...

o automobilista tem de pagar muito caro para o que fiz!!!!!!!!!!!!
eu vi o jornal e nao dizia nada sobre a automobilista nao tem noção que o nosso colega podia morrer .a pessoa que fiz isso tem de assumir as responsabilidades.esperamos que o nosso colega regresa a escola brevemente as melhores .noss temos pena da mãe da victima .se nos fossemos no lugar dele o automobilista pagava bem caro para o que fiz.distruiu a vida de uma ciança .vergonha

biblioteca disse...

Lamento para quem diz que não tenho razão. Em primeiro devia se identificar e segundo quando escrevi, sei o que escrevi pois trabalho com eles todos os dias e graças a Deus tenho dois olhos na cara que ainda vêm bem.Também desci muitas vezes esta rua e sei perfeitamente do que estou a falar. Também brinquei como eles brincam, sem pensar nas consequencias.... Para alguém...CARLA CHIOLAS

Anónimo disse...

Há cerca de 17/18 anos era eu que via um colega de turma ser atropelado depois de sairmos das aulas na Escola da Sarrazola. Ainda hoje tenho essa imagem gravada na minha memória. É triste que esta situação se volte a repetir, não é possivel que depois de tantos anos nada se fez para que situações como esta, que colocam as crianças desta escola em perigo, não voltem a acontecer. Já que as autoridades competentes nada fazem, pais façam algo pela segurança dos vossos filhos.