2006/06/01

Dia Da Criança

Grupo de Crianças de Colares Anos 80/90

POBRE MENINO

Pobre menino que nasceu para simplesmente viver,
viver uma vida sem amor, sem carinho,
sem saber o que é a alegria de um abraço,
de um sorriso de amor,
para viver uma vida sem nunca ter visto se nos olhos de outra
pessoa o menor lampejo de amor ou mesmo de ternura.
Pobre menino que aprendeu a viver das migalhas que lhe é oferecido,
que um simples gesto faz seu coração palpitar de felicidade.
Pobre menino que tudo que sempre desejou na vida,
nunca pode ter, que é somente amar e ser amado.
Pobre menino que sempre sonhou em ter uma vida cor de rosa,
mas que sempre teve uma vida obscura.
Pobre menino que nasceu, viveu e vai passar pela vida,
simplesmente por passar.
Pobre menino que quando tu te fores desta vida,
não vais deixar nada,
não vais deixar saudades,
porque ninguém irá sentir a tua falta e nem se lembrar da tua
obscura existência.
Pobre menino, onde tu estás agora?
Onde andam os teus pensamentos?
Com que tu sonhas?
Vive, pobre menino, porque não resta mais nada na tua vida,
além de respirar e viver.
Vive menino, vive menino.
Lucimar Alves

Dedicado aos meninos do meu Aldeamento.
Moçambique - Tete - Cabora Bassa - Posto Leitor Dias
(Que hoje se existirem serão Homens e Mulheres)
Cara D'Anjo

Crianças de Colares

8 comentários:

Anónimo disse...

É um texto um pouco pesado para um dia que deve ser festivo. Mas, por outro lado, infelizmente esta realidade existiu e ainda existe para muitas crianças deste mundo. Afinal, os nossos filhos são uns privilegiados!
Isabel Roma

Anónimo disse...

Vejam só, no meio de tanta criançada podemos ver o autor do BLOG (Vitalino Cara D'Anjo), vejam como ele era jeitoso com a aqueles óculos à "garanhão". Para quem não o conhece pessoalmente imaginem como será hoje em dia ....

Anónimo disse...

Hó!...Quanta Saudade…
Como nós éramos felizes nesses tempos. Essa foto deve ter 18 ou 19 anos, por essa altura já tinha perdido o meu pai, lembro-me de dizer à minha mãe que gostaria de ter um pai como o Sr. Vitalino e que depois da minha mãe, era o Sr. a pessoa de quem eu mais gostava. Hoje os meus amores são outros, casei tenho uma filha, mas um lugarzinho no meu coração o Sr. vai ter eternamente.
Creio que muitos de nós, hoje somos o que somos, graças ao carinho e amor que sempre nos dedicou, seus conselhos e acompanhamento diário talvez tenham influenciado no nosso crescimento.
Obrigado, senhor Vitalino Cara Danjo o Senhor foi mesmo um Anjo na minha vida e na de muitas crianças dessa altura, aliviou muito sofrimento afectivo e não só.
C.A.

Anónimo disse...

Vitalino, os teus meninos de Moçambique, de Timor, de Colares, nunca serão «pobres meninos», pois mesmo aqueles que nada possuem, terão sempre, bem guardadas nos seus corações, as recordações de alguém que, efectivamente, se preocupou com eles e os amou. TU!
Mas, neste dia da criança, devemos também lembrar-nos que, infelizmente, os «pobres meninos» deste mundo não são só os desfavorecidos economicamente. Quantas crianças têm todos os confortos que o dinheiro pode proporcionar, todas as roupas da moda, todos os brinquedos... mas não sabem o que é ter o amor de um pai e de uma mãe? Quantas crianças vão hoje receber um presente vistoso e caro mas não terão quem converse e brinque com elas, lhes conte uma história, lhes faça um carinho?
Lamento não ter contribuído para tornar este dia mais festivo e animado, mas os pais nem imaginam quantos olhinhos tristes por vezes se escondem atrás do gameboy...

Margarida Batista disse...

Senhor Vitalino Cara D'Anjo, não pude reter uma lágrima que, rebeldemente escorreegou pelo meu rosto, ao ler o depoimento daquela menina-mulher. Realmente o senhor é mesmo um Anjo encarnado em pessoa. Cono nós aos poucos vamos tomando conhecimento que ainda existem pessoas que se interessam pelos outros.O Senhor pelo que me é dado a conhecer deve ter feito uma obra fantastica. Pregunto eu? já desistiu dessa sua vocação?. Oxalá que não, pois o Mundo e a vida precisam de pessoa como o Senhor.

Anónimo disse...

Por esta é que não esperavas, ficaste com uma lagriminha, não?
É sempre bom receber o reconhecimento dos outros quando fazemos tantos sacrifícios para o bem-estar alheio.
Susana

Anónimo disse...

Quem corre por gosto não se cansa, não é o que diz o velho ditado?
Pois aqui temos uma exemplo disso!!
Continua assim e que os "anjinhos de ajudem"......
Ana

Rute disse...

Posso dizer k fui uma das crianças abençoadas com a presença do Sr.Vitalino durante a minha infancia e nao digo abençoada só para parecer bem mas porque do fundo do meu coração é assim k sinto...Durante muitos anos foi o Sr. k nos deu o seu carinho e amor sem pedir nada em troca, nos foi ensinado e nos tornou um pouco como somos hoje em dia, o Sr. para alem de nos ir levar e buscar a escola ainda se preocupava em arranjar tempo para k durante as ferias tivessemos dias inesqueciveis como os dias k retratam estas fotos dias espectaculares passados nas piscinas posso inclusive dizer k foi o Sr. k me ensinou a nadar,ja para nao falar nos torneios de Futebol k eram uma alegria para todos nos...Mas para nao falar so no passado ainda hoje sei k posso contar consigo na minha vida.A si lhe agradeço pelo k me tornei hoje em dia.
Com muito amor e carinho lhe agradeço beijos