2006/07/03

Drama na Praia das Maçãs

Hoje na Praia das Maçãs ao meio da tarde, viveram-se momentos dramáticos. O mar fez a sua primeira vítima da época.
Segundo comentários de testemunhas, um banhista entrou no mar sem respeitar a sinalização de perigo, vindo a ficar em grandes dificuldades. Apesar da pronta intervenção do nadador salvador e depois do B.V.Colares o banhista acabou por sucumbir. O Mar apresentava uma falsa acalmia com uma forte corrente para norte, o que dificultou o salvamento
.
Segundo se consta a vítima não era cidadão Português
Cara D’Anjo

Aspectos da tentativa de salvamento

6 comentários:

Taborda disse...

Felizmente não era portugues!
Esperemos que seja um jogador da seleção francesa!

pedro macieira disse...

Infelizmente,sem conseguir salvar a vitima, mas uma imagem fotográfica com todo o sentido de oportunidade.

Anónimo disse...

o sr taborda não deve ter nada na sua cabecita,depois do comentario (muito infeliz) que fez sobre a desgraça de um sr,do leste,só lhe pergunto se fosse a sua mãe a ter uma desgraça destas,como reagia sobre este comentario,grosseiro,mal intencionado,grave,estupido,que fez,essas pessoas deviam de ser banidas do blog,porque não trazem nada de util,realmente os colarenses não teem esse vocabulário sobre as pessoas,mesmo que sejam brancos,pretos amarelos,somos todos iguais,no nascer e no morrer,portanto tenha respeito pelas pessoas que isso é um boa filosofia de vida.
voce deve ser algum menino que secalhar até vai há missa bate com a mão no peito e depois é um brocheço com estas atitudes.
reflicta e peça desculpa em memória do sr. (vitima)que só lhe fica bem.
obs:ao sr. Vitalino gostava de pedir que quando há comentários deste tipo de gente mas vale não os trazer para que as pessoas não tenham de levar com isto.
s.f.

Anónimo disse...

Fogo, este fulano está sempre à hora certa e no local certo. Será coincidência, disponibilidade a mais, ou intervenção divina?

Anónimo disse...

Coincidência não é de certeza disponibilidade a mais talvez intervenção divina muito menos. Só espero que as nossas praias não estejam a ser vigiadas por este tipo de pessoas, falo da pessoa que está em tronco nu com a prancha de body bord, porque se não estamos sujeitos a ficar em apuros cada vez que lhe apetece fumar um charro ou ter um ataque de furia. Espero que as autoridades competentes estejam á lerta para este tipo de situações e não nos deixem nas mãos destas pessoas doentes que representam um perigo para a sociedade. Não quero dizer mal mas apenas a verdade porque as aparencias iludem e muito. Só o facto de estar por perto é um perigo de tão violento que é. ATENÇÂO

Anónimo disse...

Estou plenamente de acordo com o que foi dito em cima. Espero que leiam e meditem.