2006/10/04

Terminaram os Festejos em Honra da Senhora da Graça

Com Cavalhadas e Fogo de Artifício, terminaram ontem os Festejos em honra da Nossa senhora da Graça.
Fica aqui os parabéns à Comissão de Festas que este ano foi apenas composta por Senhoras.

Cara D'Anjo

10 comentários:

Anónimo disse...

Meus senhores da organização é inademisivel que se organize um festival de fogo de artificio num dia de semana e a altas horas da madrugada. "+ - 00:15h"
Este país esta cheio de gente sem qualquer respeito pelas outras pessoas.
Miguel

Anónimo disse...

Caro Sr. Miguel:

Trata-se de uma tradição e a tradição é para respeitar, sob o risco de a própria festa perder algum do seu significado. Se a tradição do fogo àquela hora incomodasse a população de Almoçageme, decerto que já teria sido mudada. Quem não gostar que se aguente: em Roma, sê romano...
Paulo Rodrigues

Anónimo disse...

Concordo plenamente com o Sr. Miguel. Parece que estamos em férias colectivas! E quem não gosta da festa, quem está doente, quem tem de ir trabalhar de manhã cedo, enfim, tudo isto para dizer que não são horas para se deitar fogo de artifício. Ó Sr. Miguel, o seu relógio está a ficar atrasado, porque um dos dias em que deitaram fogo (sim porque o foguetório não foi só um dia), passava da 1 hora da manhã. Para informação do Sr. Paulo Rodrigues, quando diz que se o fogo incomodasse a população de Almoçageme, já teria sido mudada a tradição, sempre lhe digo que no Mucifal se ouviu quase como se estivesse a ser lançado aqui mesmo. Só não percebo como não se aplica aqui a Lei que existe para os ruídos, pois certamente que não contemplará lançar fogo àquelas horas. E a GNR não actua porquê ? É verdade, não é nenhum carro mal estacionado...

NS disse...

Há pelo menos 30 anos que as festas encerram com fogo de artíficio perto da uma da manhã..

Não é justo que umas festas, por serem no Verão possam estar no activo até às duas (às vezes mais) e outras não...
Com certeza a comissão tem todas as autorizações em dia...

Um pouco de bom senso.. Um dia não são dias, não sejamos cinzentos...

Anónimo disse...

Pois eu não fui às festas, mas também não foi preciso porque, como vejo o blog todos os dias, com tantas fotos publicadas da festa, é como se lá tivesse ido. Quanto ao fogo, também não moro em Almoçageme mas ouvi-o na perfeição. Acho que o barulho das festas populares, no Verão e não só, deveria realmente ser um pouco mais controlado.
Castro

Anónimo disse...

Ora ai esta uam bela resposta de quem não gostar que se aguente....
O Sr Paulo Rodrigues se tivesse filhos para irem para a escola no outro dia de manhã certamente também ficaria incomodado se alguns dos seus filhos acordase a chorar com o barulho do fogo. Se calhar até fazia uma chamada para a G.N.R a informar que é expressamente proibido a realização de fogo de artificio ou não sabe da lei????.
Em relação à hora mencionada não era 00:15 como tinha mencionado num primeiro comentário mas sim já passava da 01:00 da manhã.
Miguel

Anónimo disse...

Ora aqui está um exemplo evidente da falta de senso, o da primeira resposta ao primeiro comentário.
Se um precisava de desculpar um pouco o outro foi "brutal" em defesa das tradições!
Haja senso meus senhores!

P Domingos

Anónimo disse...

ah pois é as tradições devem-se manter mas com as devidas medidas de segurança e como devem saber os fogos de artificio ou de outro tipo foram proíbidos junto das areas habitacionais.E no nosso país só é considerado tradição festas com mais de 50 anos sem interrupção para informação do srº Paulo rodrigues.
Ferreira

Anónimo disse...

Também ouvi o barulho no Banzão (mal se ouvia, diga-se, por isso não sei como é que "incomodou" no Mucifal) e considero que devemos ter respeito pela população de Almoçageme e pela sua festa.

O argumento dos "doentes incomodados" afigura-se-me descabido, pois é só um dia por ano e além disso nas festas do Mucifal, quando as havia (graças a Deus que a população de Almoçageme é mais unida e dedicada à sua terra do que os mucifalenses, que já nem festas têm), começavam a morteirada às 7 da manhã e também incomodavam e de que maneira quem estivesse doente e precisasse de dormir.

Quanto ao Sr. Ferreira, o Sr. não é de cá, pois não? É que se fosse saberia que as festas de Almoçageme já existema há muito mais de 30 anos.

Continuo na minha: em Roma sê romano.
Paulo Rodrigues

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.