2006/12/02

Acácias

Vista do alto da praia grande (acácias em 1º.plano)

A acácia é uma árvore, também conhecida por mimosa, que aparece um pouco por todo o lado apresentando umas pequenas flores amarelas.
Genericamente a espécie Acácia é originária da Tasmânia, Austrália e foi introduzida em Portugal, pelos Serviços Florestais, cerca do século XIX, nas Zonas do Litoral Português e em Parques Naturais.
Neste momento é considerada uma praga, pois está bastante generalizada por todo o nosso país. Nas zonas próximas do mar, ela foi introduzida com o objectivo de consolidar e estabilizar dunas, e nos Parques Naturais a causa de introdução foi ser sebe de protecção das culturas.
Também aqui, na nossa zona de Sintra (inclusivé na Serra), ela é uma praga começando a descaracterizar por completo o ecossistema da zona.

Fotos de uma urbanização na R.Fernando Andrea

Susana

11 comentários:

Bila disse...

Mestre Vitalino,
Bom dia!
Aqui no Brasil nós temos uma espécie de acácia que produz cachos de flores amarelas. Em contraste com o azul do céu esses cachos inspiram poetas e namorados da natureza. Não sabia que acácias podiam se tornar praga.
Abraço.
André

Taborda disse...

Aqui não é bem praga.
As pessoas desconhecem é o facto das acacias daqui servirem para fazer xarope muito bom para quem tem problemas de impotencia.
Mas já agora, a Camara devia mandar arrancar as acacias, e já que tinha o buraco feito, plantavam limoeiros ou laranjeiras, e como o D. Diniz ficou conhecido pelo pinhal que plantou em Leiria, o nosso Presidente ficaria conhecido como o Presidente do Limão.

Pardelhas disse...

Pelo que vejo a terceira foto é uma rotunda. Será que onde ela fica não faz falta? Onde será que fica situada? Seria melhor o Sr. Vitalino avisar as entidades competentes do que se está a passar e não só mostrar aos fregueses do seu blog.

Gracolas disse...

O que eu vou escrever nada tem a haver comeste post, mas ouvi dizer que hoje, 3 de dezembro iria realizar-se uma homenagem a um benemérido da Freguesia, sabe-me dizer quem é? E já agora se soubesse mais alguma coisinha, gostaria que a publicasse.

Anónimo disse...

Pelo que vejo o sr. Pardelhas não está atento a todo o teor da notícia. No meio das fotos está escrita a localização da referida rotunda e o post não é da autoria do sr.vitalino, pelo que o recado que lhe envia não devia ser para ele.
Já agora devo acrescentar que a situação é conhecida pelas autoridades e que este blog pode servir também para, uma vez alertados os leitores, esses façam também algo para mudar as situações aqui descritas.

Anónimo disse...

Este local não é uma rotunda mas sim o centro duma praceta (?) já que a ruaém causa é uma travessa à rua Dr. Fernando Andrêa, no Rodizio.


P Domingos

Anónimo disse...

Eu acho que nao é rotunda nem praceta. É um bebedouro com chafariz daqueles manuais.
Aliás, se repararem bem, consegue-se ver a peça de metal no meio de todas aquelas pragas.

Anónimo disse...

Aliás se repararem bem o que viram como ferro de bebedouro é uma torre sineira (do Retiro de Santo Inácio)

É mesmo uma praceta!

Anónimo disse...

Mas eu, Pardelhas, não sei onde fica esta Urbanização, logo não sei onde fica esta praceta.

Anónimo disse...

Pardelhas, mesmo.
Nunca ouviu?: quem tem boca vai a Roma.
Já lhe deram o nome da rua, já lhe disseram que era no Rodizio então do que está à espera?
Levante o ... e ponha-se a caminho!

Ele há cada um!
só para desconversar!

Anónimo disse...

boa tarde,
se calhar falta acrescentar que se se for apanhado a cortar uma acacia, haverá uma sanças para tal acto por parte do PNSC.
De adiantar que tal arvore, só corte não chega, terá de ser arrancada pela raiz e bem funda, sugerindo-se a sua remoção com escavadora, pois tambem as suas raizes são bastante profundas e longas.
Mas voltando ao que me trouxe aqui, esta praga, apoiada pela politica revoltante e irresponsável do PNSC continuará a proliferar na medida em que estamos proibidos de a cortar.
esta praga é como a do chorão que começou por ser defendido pelo PNSC, aplicando coimas a quem estacionasse em cima deles e agora já é uma praga, andaram a corta-lo com toda a pompa e circunstancia, com TV atrás e tudo, deve ter sido pa se exibirem ao filme e depois vieram abandonar os cortes onde não havia chorão, criando assim um bom meio de propagação.
acho bem que alguem faça frente a esta miséria de PNSC que temos, se as pessoas não conseguem ao menos que sejam as acacias e chorões e outros tais.
bem haja a todos
Cabo da Roca