2006/08/22

Mundial de Bodyboard na Praia Grande


De 23 a 27 de Agosto a Praia Grande, em Sintra, vai ser palco pela 11ª vez consecutiva de uma Prova do Circuito Mundial de Bodyboard, sob a égide da (IBA)International Bodyboard Association. Este ano, esta etapa contará pontos para as duas Divisões do Bodyboard Mundial, (SUPER TOUR uma divisão de elite onde apenas entram os 32 melhores atletas mundiais, WQT - WORLD QUALIFYINGTOUR a outra divisão onde competem todos os atletas que querem se qualificar para o SUPER TOUR) Assim, teremos sem dúvida nenhuma os melhores do mundo em competição na Praia Grande. Esta prova contará ainda para o Circuito Europeu, os pontos que os atletas europeus ganharem serão acumulados no ranking europeu. Também existe a competição feminina, que traz até nós as melhores Bodyboarders mundiais, com especial destaque para as brasileiras que são a maior potência no Bodyboard feminino. Esperando-se um grande número de inscritas com especial incidência para as Espanholas, Francesas e Australianas. Até lá... Boas ondas!Para mais informações contactar Organização: Federação Portuguesa de Surf Telf: 21 9228914 Fax: 219228915.
Cara D'Anjo>

3 comentários:

Um frequentador da Praia disse...

Só é pena é que as pessoas que vão para a praia, sem nada a terem com o evento tenham de deixar o carro longe, apesar de lá chegarem cerca das 8.30/9.00 pois existem barreiras a impedir o estacionamento no lado oposto à praia. Supostamente esses lugares são para os "ditos amigos" que chegam à hora que querem e têm lugar, isso já eu assisti.
Será que a CMSintra não vê que isso prejudica os frequentadores habituais da Praia, bem sei que é um Mundial, mas não seria mais fácil para todos se colocassem as barracas dentro da areia, encontada à moralha? Será que é permitido terem tendas montadas na areia de dia e de noite?
Uma vez que já não existe o Parque de campismo, onde é que os estrangeiros que vem competir permanecem? Logicamente nas referidas tendas......

Anónimo disse...

eu como frequentador subscrevo tudo o que o colega escreveu, mais,era bom que a inspecção economica, passa-se por lá porque se há ou houve estabelecimentos que estão o ano todo e não podem fazer comida devido a condições higienicas o que dizem ás baiucas e tendas a fritarem rissóes sem condições,sem terem nada para conservar,só se percebe que uns são filhos da mãe e outros são filhos d p...ai.
uma vergonha,mas nós é que somos os nactívos,temos de levar com este lixo.

Isabel Roma disse...

Realmente é pena transformarem um evento que tem tudo para ser benéfico para a nossa região, num monte de lixo e de problemas. Mas...eles devem ter tidos licenças e autorizações para tudo isto, não?
Não há um pouco de responsabilidade das autoridades, sejam elas quem forem?